Governo dos Açores - Secretaria Regional da Educação, Ciência e Cultura - Direção Regional da Cultura

julho • dezembro • 2018 • N.º9

Ferramenta de mudança

Consciência Cultural

Editorial: Susana Goulart Costa|Diretora Regional da Cultura

O principal desafio da Cultura atual é tornar-se ferramenta consciente de mudança positiva. (...)

Encomendar/Subscrever

Seminário

Património Mundial da UNESCO

Enquadrado num conjunto de iniciativas que assinalaram o Ano Europeu do Património Cultural, celebrado em 2018, a Secretaria Regional da Educação e Cultura, através da Direção Regional da Cultura dos Açores, promoveu o Seminário “Património Mundial da UNESCO – Perspetivas Futuras”.

Encomendar/Subscrever

Património Mundial

Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico

Texto: Manuel Paulino Costa|Direção Regional do Ambiente|Parque Natural da ilha do Pico
Fotos: Parque Natural da Ilha do Pico
A inscrição da Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico na lista do Património Mundial da UNESCO, em 2004, é o reconhecimento internacional de uma paisagem singular, refletindo uma versão única da atividade vitivinícola, numa pequena ilha vulcânica, e a sua evolução desde a chegada dos primeiros povoadores no século XV. 

Encomendar/Subscrever

Balanços e perspetivas futuras

Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações

Texto: Vitória Branco|Vereadora da Câmara Municipal de Elvas
Fotos: Câmara Municipal de Elvas

A Câmara Municipal de Elvas é a entidade gestora do Bem Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e suas fortificações. Ainda que decorridos apenas seis anos desde a classificação (2012), procuramos fazer um balanço sobre o impacto da mesma e evidenciar as linhas estratégicas de atuação da autarquia. 

 

Encomendar/Subscrever

UNESCO

Fado, Património Universal

Texto: Sara Pereira|Diretora do Museu do Fado
Fotos: Museu do Fado

Nos últimos anos, o Fado adquiriu indiscutivelmente uma visibilidade crescente e uma presença marcante no conjunto da vida cultural portuguesa. A sua inscrição na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade (UNESCO), em 2011, traduziu-se num marco fundamental na revitalização e na promoção local e internacional do género.

 

Encomendar/Subscrever

No Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial

Danças, Bailinhos e Comédias do Carnaval da Ilha Terceira

Texto: Andreia Falcão Mendes|Coordenadora do processo de inventário

As Danças, Bailinhos e Comédias do Carnaval da Ilha Terceira formam, no seu conjunto, uma manifestação de Património Cultural Imaterial (PCI) que, desde há muito, é transmitida de geração em geração e faz parte da vivência dos terceirenses. A singularidade do Carnaval da Ilha Terceira é, sem dúvida, assegurada por esta manifestação cultural multifacetada, constituída por diferentes tipologias de apresentações, concebidas de acordo com uma mesma matriz tradicional. A manifestação per si, apesar de ter diferentes apresentações, traduz-se numa unidade que mobiliza uma parte muito significativa da população de toda a ilha, atendendo ao interesse que suscita e ao entretenimento que proporciona. 

Encomendar/Subscrever

Boas-práticas no Património na Região Autónoma dos Açores

Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos

Texto e Fotos: Andrea Porteiro, Salomé Meneses e Sara Bettencourt|Direção Regional do Ambiente

No dia 27 de setembro de 1957, pelas 6h45, no livro de registo de ocorrências do farol dos Capelinhos, podia ler-se que se havia formado, a cerca de 1 km a oés-noroeste do farol, uma mancha azul clara, de forma alongada, que contrastava com o tom mais escuro do mar à roda; passados alguns minutos, no interior dessa mancha, a água começou a borbulhar1. Estava, desta forma, descrito o início da erupção do Vulcão dos Capelinhos que viria, para sempre, a marcar, como cicatriz, a vida da população faialense. 

Encomendar/Subscrever

Dos Açores

Boas-práticas no património cultural subaquático

Texto: José Luís Neto|DRC|DSP|Chefe da Divisão do Património Móvel, Imaterial e Arqueológico

Em outubro de 2017 foi submetida, à Comissão Nacional da UNESCO – Portugal, pela Direção Regional da Cultura, a candidatura, que, em caso de aprovação, será reencaminhada à próxima reunião do Convention’s Scientific and Technical Advisory Body, dos países integrantes da Convenção do Património Cultural Subaquático, com o objetivo de tentar obter o galardão, para toda a Região Autónoma dos Açores, de Best Practices of Underwater Cultural Heritage.

Encomendar/Subscrever

Seminário

Cultura Acessível e Inclusiva

Texto: Direção Regional da Cultura
Fotos: Diogo Aguiar|DRC|Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas

Encomendar/Subscrever

Museu Móvel

Dez anos ligando o Museu às comunidades

Texto: Leonor Couto e Valério Moniz|DRC|Museu Carlos Machado

O Museu Móvel, ao longo dos últimos dez anos, tem vindo a afirmar-se como agente promotor do acesso à cultura e à valorização do património local, ao criar, desenvolver e mediar uma rede de ação cultural junto de várias comunidades da ilha de São Miguel. Neste contexto, o Museu Carlos Machado assume-se como museu de Território e um lugar de Todos.

 

Encomendar/Subscrever

?Biblioteca Humana?

Não julgue o livro pela capa

Texto: Susana Silvestre|Chefe de Divisão da Rede de Bibliotecas|Câmara Municipal de Lisboa

A “Biblioteca Humana” tem como objetivos a promoção do diálogo, o respeito pelos direitos humanos e o combate ao estereótipo. O projeto, desenvolvido pela Rede de Bibliotecas de Lisboa, nomeadamente na Biblioteca de Marvila, pretende ser, não um palco para a exposição de quem transmite a experiência de quem foi vítima de discriminação (sexual, religiosa, deficiência, etc.), mas da oportunidade transformadora que a mesma possui em termos de mudança de mentalidades e de promoção de valores de tolerância e inclusão.

Encomendar/Subscrever

Estudo sobre a acessibilidade dos imóveis afetos à DGPC

Uma experiência inovadora de autoavaliação

Texto e Fotos: Clara Mineiro|Direção-Geral do Património Cultural|Departamento de Estudos, Projetos, Obras e Fiscalização

 

Um património mais acessível e inclusivo representa um serviço de maior qualidade com impacto na vida das pessoas que o visitam. Por isso, a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) fez o diagnóstico da acessibilidade dos imóveis que lhe estão afetos, para identificar os principais obstáculos e procurar soluções para ultrapassá-los.

Encomendar/Subscrever

Museu de Angra do Heroísmo

Um Museu para a comunidade

Texto: Ana Lúcia Gonçalves Almeida|DRC|Museu de Angra do Heroísmo|Serviço Educativo

O Serviço Educativo do Museu de Angra do Heroísmo está, desde 2008, instalado na extinta Fábrica de Tabaco Âncora, nas traseiras do Edifício de São Francisco, assumindo as seguintes funções: colaboração na criação do plano de atividades anual; planificação de visitas e atividades pedagógicas e culturais; acompanhamento de grupos e realização de ateliês; gestão de materiais utilizados nas oficinas realizadas com os diferentes grupos; serviço de marcações de grupos e inscrições em atividades; provedoria de públicos.

 

Encomendar/Subscrever

Arte Contemporânea

Criadores e Espaços de Criação Descomplicados

Texto: Texto: Hilda Frias*|Presidente da Associação Castelo d’If

A Associação Castelo d’If nasce em 2009, baptizada com o nome da prisão onde Alexandre Dumas colocou o conde de Monte Cristo, lembrando-nos que não há muros impenetráveis, que não há mar que nos aprisione e que há portas e janelas onde nem imaginamos. Como acontece em outras cidades por esse Mundo, resolvemos sair dos lugares que conhecemos e levar a todos numa fuga pelos esconderijos dos criadores, proporcionando a troca internacional, dinamizando os encontros com os públicos e criadores, superando fronteiras territoriais e dinamizando o encontro a partir de uma linguagem artística internacional.

Encomendar/Subscrever

Seminário Cultura Acessível e Inclusiva

Arquipélago em constante sensibilização e proximidade

Texto: Fátima Marques Pereira|DRC|Diretora do Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas 

Cada época vive num domínio do sentimento e num domínio do pensamento, e mudanças num domínio afetam o outro. Cada época dá vazão às suas emoções por diferentes meios de expressão. As emoções e os meios expressivos variam junto com os conceitos que dominam uma época. Assim é que no Renascimento as conceções dominantes do espaço encontraram expressão adequada na perspetiva, enquanto em nossa época a conceção do espaço-tempo leva o artista a adotar meios bem distintos.

Encomendar/Subscrever

Credenciação

Museus, acessibilidades e inclusão

Texto: João Herdade|Direção-Geral do Património Cultural|Departamento de Museus Conservação e Credenciação

A aplicação dos princípios do Desenho Universal, na fase de conceção e/ou na reformulação do Museu, permite que seja utilizado pelo maior número de pessoas, sem custos adicionais e com soluções de baixo preço. 

 

Encomendar/Subscrever

Projeto

Brincar aos contistas

Texto: Ricardo Nuno Espínola de Ávila|DRC|BPARLSR|Mediador de leitura

O Projeto “Brincar aos Contistas” constitui um esforço de salvaguarda do património imaterial dos contos e outras formas de literatura oral, por meio de recolha em instituições de terceira idade e mobilização de agentes educativos, no sentido da transformação e reuso do material recolhido.

Encomendar/Subscrever

teatro meia volta e depois à esquerda quando eu disser

O caminho para o teatro

Texto e Fotos: Alfredo Martins*|Artista associado do teatro meia volta e depois à esquerda quando eu disser, coordenador do projecto “O Público vai ao Teatro”

“O Público vai ao Teatro” é um projecto de envolvimento de públicos, dinamizado pelo teatro meia volta. Trata-se de um projecto que é desenvolvido dentro das instituições culturais, convocando para estes espaços determinados grupos. O texto que se apresenta procura identificar os pontos de partida e as estratégias de acção, problematizando a terminologia utilizada para designar este tipo de projectos.

Encomendar/Subscrever

Seminário

As Alterações Climáticas e o Património Cultural

Texto e Fotos: Direção Regional da Cultura

O terceiro, e último, seminário organizado pela Secretaria Regional da Educação e Cultura, através da Direção Regional da Cultura, realizado a 9 de outubro de 2018, no Auditório do Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, debateu “As Alterações Climáticas e o Património Cultural”.

Encomendar/Subscrever

Nos Açores

Vulnerabilidades e adaptação às alterações climáticas

Texto: Hugo Pires Costa|Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa|Investigator do CCIAM – Climate Change Impacts, Adaptation and Modelling

No arquipélago, e para o âmbito do património cultural, o Programa Regional para as Alterações Climáticas dos Açores (ainda em aprovação) identificou e propôs medidas em resposta às vulnerabilidades climáticas futuras.

Encomendar/Subscrever

Alterações climáticas nos Açores

Água e riscos no nosso futuro comum

Texto: José Virgílio Cruz|Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de Riscos|Faculdade de Ciências e Tecnologia|Universidade dos Açores

Nos Açores, alguns cenários modelados para as ilhas de São Miguel e Terceira apontam para que a precipitação anual possa aumentar nalgumas áreas cerca de 10%, até ao ano 2099 (...).

Encomendar/Subscrever

Na Região Autónoma dos Açores

Meios disponíveis face a situações de catástrofes e de riscos

Texto: Carlos Manuel Neves|Presidente do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores

A luta contra as alterações climáticas e os seus impactes faz-se principalmente em dois planos: o da mitigação e o da adaptação. Estes são os campos nos quais o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) tem focado a sua atenção, quer através da preparação dos agentes de proteção civil, com o propósito de melhorarem as suas capacidades de resposta e simultaneamente conseguirem atingir bons níveis de comunicação e de coordenação entre as diversas entidades, como através da sensibilização junto da população. Ambas têm, como objetivo final, o reforço da segurança e a proteção dos cidadãos.

 

Encomendar/Subscrever

Em ilhas vulcânicas

Evolução costeira

Texto: Rui Quartau|Investigador Auxiliar da Divisão de Geologia Marinha|Instituto Hidrográfico

Pretende-se, com esta comunicação, dar uma perspetiva sobre o modo como as zonas costeiras de ilhas vulcânicas evoluem a várias escalas temporais, usando alguns exemplos das ilhas dos Açores.

Encomendar/Subscrever

Alterações Climáticas

Património e Políticas Internacionais

Texto: Maria de Lurdes Serpa Carvalho|Técnica Superior da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve

As alterações climáticas estão na agenda de política internacional desde 1992, todavia a premência e urgência de ação têm vindo a ser acentuadas nos últimos anos com a demonstração dos efeitos de vários fenómenos, pelo que importa enquadrar no debate descritores como o Património Cultural.

Encomendar/Subscrever

Reflexão

Alterações climáticas e o seu impacto no Património Cultural

Texto: Isabel Raposo de Magalhães*|Técnica Superior do Museu Nacional dos Coches

As alterações climáticas, os desastres naturais, e o seu impacto nos bens culturais, são tema de reflexão e uma das principais preocupações das organizações ligadas à salvaguarda do Património Cultural. Modelos de previsão de sistemas climáticos projectam o aumento do número de “situações extremas”: tempestades violentas e inesperadas, chuvas torrenciais, incêndios florestais, deslizamentos de terrenos e derrocadas no litoral, ondas de calor e picos de poluição. E as catástrofes naturais, devastadoras no passado, tendem a ganhar acuidade num mundo cada vez mais urbanizado.

Encomendar/Subscrever

LANDMARK

Um Ponto de Referência num Lugar Um Apelo à Sustentabilidade

Texto: Fátima Marques Pereira|DRC|Diretora do Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas (ACAC) e Joaquim Morais Oliveira|Arquiteto
Fotos: Rui Soares|ACAC

A mutabilidade sempre caracterizou a vida humana. No entanto, nos séculos XX e XXI, temos vindo a assistir a diversas transformações sociais, culturais, religiosas, geopolíticas, tecnológicas e económicas. Estas transmutações atingem diferentes esferas da Terra e, se muitas delas têm sido evolutivas e positivas, outras têm trazido graves problemas. Indubitavelmente, um dos domínios para a vida na e da Terra, que tem sido alvo de metamorfoses, é o ambiente. 

Encomendar/Subscrever

Capa

Capa

Informação a disponibilizar brevemente.....

Encomendar/Subscrever

Desafio Três Perguntas

Pensar a Cultura d(n)os Açores

Respostas: 

João Silvério|Curador da FLAD

 Milagres Paz|Bailarina, coreógrafa e professora

Joel Neto|Escritor

 

Encomendar/Subscrever

Nuno Ribeiro Lopes

Cultura formativa e pedagógica para uma sociedade melhor

Texto: Humberta Augusto|Direção Regional da Cultura

Para o anterior responsável pela tutela da Cultura açoriana, Nuno Ribeiro Lopes, a principal função da administração regional deverá ser formativa e pedagógica, tanto ao nível educativo, como ao nível da cidadania.
O objetivo, defende ainda o arquiteto, é criar ferramentas que, tanto pelo lado do público, como pelo dos agentes culturais, construa uma sociedade melhor.

 

Encomendar/Subscrever

Paulo Gouveia 2018

Pink House vence Prémio Regional de Arquitetura

Texto: Humberta Augusto|Direção Regional da Cultura
Fotos: Fernando Guerra

A “Pink House”, da autoria do Mezzo Atelier, dos arquitetos Joana Garcia de Oliveira e Giacomo Mezzadri, foi a obra galardoada com o Prémio Regional de Arquitetura “Paulo Gouveia” 2018, prémio atribuído pela Secretaria Regional da Educação e Cultura, através da Direção Regional da Cultura.

 

Encomendar/Subscrever

Adega da Baía da Arruda

Cockpit vulcânico protegido da salsugem do Oceano

Texto: Humberta Augusto|Direção Regional da Cultura
Fotos: Barão-Hutter

No âmbito do Prémio Regional de Arquitetura “Paulo Gouveia” 2018, promovido pela Secretaria Regional da Educação e Cultura, através da Direção Regional da Cultura, foi atribuída uma Menção Honrosa à obra Adega da Baía da Arruda, localizada nas Lages do Pico, da autoria do Arquiteto Ivo Mendes Barão Teixeira, do Atelier Barão-Hutter.

Encomendar/Subscrever

Prémio Artes Entre Mares 2018

O mar inspira a arte

Texto: Filipe Porteiro e Helena Cepêda|Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia|Direção Regional dos Assuntos do Mar

O Prémio Artes Entre-Mares: O Mar é Já Aqui é uma iniciativa da Direção Regional dos Assuntos do Mar, em parceria com a Direção Regional da Cultura e o Observatório do Mar dos Açores, que pretende incentivar a criatividade e a originalidade de artistas, tendo como temas de inspiração a proteção e conservação do oceano global e, em especial, do mar dos Açores. Pretende-se também que a arte produzida seja um veículo de transmissão desta mensagem a toda a sociedade.

Encomendar/Subscrever

Visão e Membros

Uma Rede aberta e chamada a crescer

Texto: Francisco Maduro-Dias|Coordenador da Rede de Museus e Coleções Visitáveis dos Açores
Fotos: Direção Regional da Cultura

Neste momento, são nove os membros fundadores da Rede de Museus e Coleções Visitáveis dos Açores, incorporados por força do art.º 97 do Dec. Leg. Regional 25/2016/A de 22 de novembro. Na realidade, porém, é, já, um conjunto de cerca de vinte espaços culturais, dedicados ao património móvel, espalhado pelas ilhas e que inclui membros não dependentes da Administração Regional. O pensamento integrador e aberto que a lidera está bem expresso no texto da sua VISÃO, bem como a paleta de desígnios de cada um dos membros, numa rede chamada a crescer.

 

Encomendar/Subscrever

Levantamento e análise

O património organístico e a Comissão dos Órgãos Históricos dos Açores

Texto: Ana Nascimento, Isabel Albergaria Sousa, João Vaz, Marco Brescia, Paula Romão|Comissão dos Órgãos Históricos dos Açores|DRC

Nos Açores, a expansão dos conventos e a atividade económica associada à cultura e exportação da laranja estimularam e fomentaram a realização de encomendas de órgãos ao longo dos séculos XVIII e XIX (...).

Encomendar/Subscrever

Um prémio Ig Nobel

A saliva humana enquanto agente de limpeza de obras de arte

Texto: Pedro Parreira e Raúl Gregório|DRC|DSP|Divisão do Património Móvel, Imaterial e Arqueológico
Fotos: José Guedes da Silva|DRC|DSP|Divisão do Património Móvel, Imaterial e Arqueológico

No dia 14 de setembro de 2018, três investigadores portugueses receberam o prémio “Ig Nobel da Química” na vigésima oitava edição dos prémios Ig Nobel, atribuídos pela revista Annals of Improbable Research. (...).

Os distinguidos com o galardão de “Ig Nobel da Química 2018” foram Paula Romão, Adília Alarcão e César Viana, pelo trabalho Human saliva as a cleaning agent for dirty surfaces, publicado na revista inglesa Studies in Conservation, volume 35, n.º 3, em 1990. 
O estudo vencedor foi, em parte, motivado pelo trabalho desenvolvido, no extinto Instituto José de Figueiredo, sobre as vantagens da utilização da saliva humana face aos solventes, enquanto agente de limpeza superficial de poeiras e sujidades. 

Encomendar/Subscrever

Promover a leitura

Da comunicação como dom, à arte de comunicar palavras

Texto: Madalena San-Bento|Diretora da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada
Fotos: Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada

Num Programa que tome sobre si, e muito a sério, a missão de promoção da leitura, talvez seja necessário inverter o processo: é fundamental o trabalho que parta de dentro das comunidades para o poder das palavras, depois para a mensagem e finalmente para a literatura. O principal fator de sucesso é, não tenhamos dúvidas, a inata inclinação humana para comunicar.

Encomendar/Subscrever

Música, teatro e formação

Temporada Artística 2018

Texto: Direção Regional da Cultura

No âmbito da Temporada Artística 2018, promovida pela Secretaria Regional da Educação e Cultura, através da Direção Regional da Cultura, foram realizados, no segundo semestre do ano, diversos concertos, uma peça de teatro e uma ação de formação.

Encomendar/Subscrever

Angrajazz

Vinte anos de jazz no Atlântico

Texto: Rui Borba, Miguel Cunha, Luís Elmiro Mendes, José Ribeiro Pinto*|Direcção da Associação Cultural Angrajazz

Em 1999, quanto “tudo” começou, nem nós, nem certamente quem assistiu a esse primeiro festival poderia imaginar que o ANGRAJAZZ – Festival Internacional de Jazz de Angra do Heroísmo – iria celebrar o seu vigésimo aniversário. A esta distância no tempo podemos considerar que foi uma caminhada consistente, feita a ritmo de maratonista.

 

Encomendar/Subscrever

Refletir a edificação

Em estruturas mistas: alvenarias e betão

Texto e Fotos: Tiago Miguel Ferreira|Institute of Science and Innovation for Bio-Sustainability|Universidade do Minho
J. Raimundo Mendes da Silva|Engenheiro Civil|Professor Associado da Universidade de Coimbra

(...) uma parte muito significativa das intervenções de reabilitação que têm vindo a ser realizada, em particular a que junta diferentes sistemas construtivos ou novas tecnologias, apresenta limitações e deficiências técnicas significativas (...).

Encomendar/Subscrever

Edições

Direção Regional da Cultura

São apresentados dois catálogos de exposições na presente edição da CulturAçores – Revista de Cultura.
O primeiro título, António Eduardo Soares de Sousa: Em três Estações – da responsabilidade do Museu Carlos Machado (MCM), numa edição da Secretaria Regional da Educação e Cultura/Direção Regional da Cultura, em conjunto com a editora Letras Lavadas – trata a obra do artista açoriano; o segundo, Vestir as Palavras – igualmente editado pela tutela da Cultura açoriana e pela Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada –, reuniu as obras de 17 artistas, numa exposição que acolheu para fazer refletir sobre diferentes formas de arte.

Encomendar/Subscrever

Seminários UNESCO

Perspetivas Futuras, Cultura Acessível e Inclusiva, Alterações Climáticas

A CulturAçores – Revista de Cultura, n.º 9 reune, em jeito de síntese, em diferentes dossiês, as reflexões dos especialistas presentes nos três seminários que a Direção Regional da Cultura estruturou para refletir, ao longo de 2018, o Ano Europeu do Património Cultura, nomeadamente, “Património Mundial da UNESCO: Perspetivas Futuras”, “Cultura Acessível e Inclusiva” e “As Alterações Climáticas e o Património Cultural”, realizados enas ilhas açorianas do Pico, São Miguel e Terceira.

Encomendar/Subscrever