Governo dos Açores - Secretaria Regional da Educação, Ciência e Cultura - Direção Regional da Cultura


Lançamento do livro "Fui ao mar buscar laranjas. Poesia Reunida"

  • Literatura/Literature
  • Lajes das Flores
  • 2019-07-19 às 20:15

PEDRO DA SILVEIRA, UMA VOZ A (RE)DESCOBRIR

Dia 19 de julho, pelas 20h15, é lançada a obra poética de Pedro da Silveira Fui ao Mar buscar Laranjas - Poesia reunida, editada pelo Instituto Açoriano de Cultura no salão nobre da Câmara Municipal das Lajes das Flores. A apresentação estará a cargo do Escritor Urbano Bettencourt.

Nesta obra reúnem-se não só as obras publicadas em vida pelo autor, como também um conjunto importante de dispersos e o livro inédito Ossos na Areia, que se encontra no seu espólio. Todo o trabalho de recolha e edição foi levado a cabo por Urbano Bettencourt, cuja sensibilidade e conhecimento são unanimemente reconhecidos. O livro agora publicado inaugura uma nova coleção deste Instituto, a Coleção Poesia, que visa dar a conhecer relevantes poetas açorianos cuja obra não tem merecido o devido destaque.

Ficha técnica

Título Fui ao Mar buscar Laranjas. Poesia Reunida

Autor Pedro da Silveira

Coordenação Urbano Bettencourt

Coleção Poesia

Edição Instituto Açoriano de Cultura

Data Julho de 2019

Número de páginas 424

Preço 15,00

ISBN 978-989-8225-61-0

 

Pedro da Silveira (1922-2003) foi agricultor, escriturário, delegado de informação médica, historiador, tradutor e bibliotecário. Nasceu no ponto mais ocidental da Europa, na ilha das Flores. Publicou quatro livros de poesia: A Ilha e o Mundo (1952), Sinais de Oeste (1962), Corografias (1985) e Poemas Ausentes (1999).

Poeta rigoroso e erudito, que esteve na origem da Enciclopédia Açoriana, morreu sem ter visto concluída a publicação da sua obra poética, Fui Ao Mar Buscar Laranjas, de que apenas saiu o 1.º volume, em 1999.

O Instituto Açoriano de Cultura reuniu dispersos e foi ao espólio buscar o livro inédito e pronto para publicação Ossos na Areia, num trabalho de edição coordenado por Urbano Bettencourt.

O livro que agora se publica inaugura a nova coleção deste Instituto dedicada à poesia açoriana. Modo de prestar homenagem a um açoriano cosmopolita, que passou pelo anarco-sindicalismo, tinha um profundo conhecimento da literatura portuguesa e de outras partes do mundo e parecia ter caído no luso esquecimento.

Natural da freguesia da Fajã Grande, ilha das Flores, onde nasceu em 5 de setembro de 1922, Pedro Laureano de Mendonça da Silveira faleceu aos 80 anos, em Lisboa, a 13 de Abril. Concluída a instrução primária na escola da terra que lhe serviu de berço, frequentou durante um ano o Seminário de Angra do Heroísmo. Completou os estudos liceais naquela cidade e em Ponta Delgada, onde iniciou a sua participação na vida literária. Fixou-se definitivamente em Lisboa no ano de 1951.

Deixou colaboração vasta e dispersa por jornais e revistas como “O Comércio do Porto”, “O Primeiro de Janeiro”, “Vértice”, “O Diabo”, “Seara Nova”, “Colóquio-Letras” e ainda no “Diário dos Açores”, no jornal “O Monchique” e na “Revista Municipal das Lajes das Flores”, bem como alguns estudos sobre a história e o folclore dos Açores, em publicações da especialidade.

Dedicou especial atenção à sua ilha natal, como o comprova a publicação de Para a história do povoamento das Ilhas das Flores e do Corvo: com três documentos inéditos (1960), Materiais para um romanceiro da Ilha das Flores (1961), Catorze trovas e um conto recolhidos na Ilha das Flores (1986) e Das tradições na Ilha das Flores (1987).

 

CONTACTOS PROMOTOR:

INSTITUTO AÇORIANO DE CULTURA
Apartado 67
ou
Alto das Covas
9700-220 Angra do Heroísmo
Telefones: (351) 295 214 442 e (351) 295 215 825
Fax: (351) 295 214 442
Email: iac@iac-azores.org

Ilha: Flores
Concelho: Lajes das Flores
Sítio: http://www.iac-azores.org/


Pesquisa

   
     

//and this too!

Em Foco:

A Agenda Cultural do portal Cultura Açores pretende facultar ao público o acesso à informação sobre os acontecimentos de carácter cultural em todas as ilhas dos Açores ou promovidos pelos Açores, no exterior do arquipélago.

Prestaremos um serviço sistematicamente mais eficaz, quanto maior for o número de agentes culturais a disponibilizarem informação sobre as atividades que promovem, contribuindo para a divulgação e promoção do calendário de eventos culturais dos Açores.

A Agenda Cultural dos Açores está à disposição de todos os promotores culturais, de forma acessível e gratuita. Para utilizar esta agenda, como meio de divulgação, contacte-nos através do e-mail agenda.cultural@azores.gov.pt ou do telefone nr. 295 403 000 (Direção Regional da Cultura - Centro de Conhecimento dos Açores).

A Secretaria Regional da Educação e Cultura/Direção Regional da Cultura não se responsabiliza pelas alterações, adiamentos ou cancelamentos de eventos divulgados através da Agenda Cultural dos Açores, que decorram de imprevistos e/ou incumprimento por parte dos promotores na atualização da informação sobre os mesmos.