Governo dos Açores - Secretaria Regional da Educação, Ciência e Cultura - Direção Regional da Cultura

Conversa com Louis-Pierre Bélec

  • Colóquios/Conferências/Debates/Colloquiums/Conferences
  • Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro
  • 2018-03-14 às 18:00

Conversa com Louis-Pierre Bélec

– O que fazer com o nosso edificado em ruínas? Casos de Estudo –

Data: 14 de março

Hora: 18:00

Local: Biblioteca Publica e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro

Público-alvo: Público em geral

A Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro pretende realizar, com uma periodicidade mensal, uma atividade designada por “Conversa com…”, onde se desenvolverá uma entrevista com personalidades de diferentes áreas para se conhecer o seu percurso de vida e o trabalho que desenvolvem. Assim, teremos a oportunidade de estar à conversa com Louis-Pierre Bélec, cuja tese de mestrado aborda a reutilização do edificado em ruínas como via para a preservação do património imóvel herdado. Segundo o autor, meio século de emigração açoriana para a América do Norte deixou abandonada e em decadência muitas casas tradicionais no Arquipélago. Hoje em dia, para os açorianos da diáspora que pretendem regressar à sua terra natal, este património constitui um potencial de oportunidades para a reabilitação e reocupação. Todavia quem regressa traz outras expectativas e necessidades. Depois de efetuar um levantamento exaustivo de edifícios abandonados nas ilhas Terceira e Graciosa e da sua análise, Louis-Pierre Bélec propõe-nos estratégias para adaptação e recuperação deste património.

A sessão será moderada pelo Eng.º Paulo Raimundo.

Louis-Pierre Bélec é formado em arquitetura pela University of Waterloo - School of Architecture, no Canadá.

Durante a sua carreira académica, completou um semestre Erasmus na École Polytechnique Fédérale de Lausanne, além de um semestre de estudos em Roma. Trabalhou anteriormente em várias empresas de arquitetura canadianas e europeias.

Como luso-canadiano de ascendência açoriana, o seu trabalho de pesquisa centrou-se especialmente nos Açores. Após um ano de investigação nas ilhas Terceira e Graciosa, em 2016 voltou ao Canadá para escrever a sua tese de mestrado sobre a reutilização da arquitetura açoriana em ruínas.

Paulo Vilela Raimundo, é licenciado em engenharia civil e técnico superior do quadro da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo. Ao longo do seu percurso profissional veio desempenhando diversos cargos de chefia intermédia nas áreas do Património e Urbanismo. Foi representante da R.A.A. no Conselho Nacional de Cultura. A nível associativo integrou e presidiu às direções da Oficina D'Angra - Associação Cultural e do Instituto Açoriano de Cultura, tendo no âmbito deste último acompanhado a realização do Inventário do Património Imóvel dos Açores.

Integra atualmente a direção da Cátedra Convidada FCT / Infante D. Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização.

CONTACTOS PROMOTOR:

Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro
Rua do Morrão, 42
9700-054 Angra do Heroísmo
Telefone: 295 401000
Fax: 295 401009

Ilha: Terceira
Concelho: Angra do Heroísmo
Sítio: http://www.bparah.azores.gov.pt

Pesquisa

   
     

//and this too!

Em Foco:

A Agenda Cultural do portal Cultura Açores pretende facultar ao público o acesso à informação sobre os acontecimentos de carácter cultural em todas as ilhas dos Açores ou promovidos pelos Açores, no exterior do arquipélago.

Prestaremos um serviço sistematicamente mais eficaz, quanto maior for o número de agentes culturais a disponibilizarem informação sobre as atividades que promovem, contribuindo para a divulgação e promoção do calendário de eventos culturais dos Açores.

A Agenda Cultural dos Açores está à disposição de todos os promotores culturais, de forma acessível e gratuita. Para utilizar esta agenda, como meio de divulgação, contacte-nos através do e-mail agenda.cultural@azores.gov.pt ou do telefone nr. 295 403 000 (Direção Regional da Cultura - Centro de Conhecimento dos Açores).

A Secretaria Regional da Educação e Cultura/Direção Regional da Cultura não se responsabiliza pelas alterações, adiamentos ou cancelamentos de eventos divulgados através da Agenda Cultural dos Açores, que decorram de imprevistos e/ou incumprimento por parte dos promotores na atualização da informação sobre os mesmos.