Governo dos Açores - Secretaria Regional da Educação, Ciência e Cultura - Direção Regional da Cultura


Cantinho dos Livros | Emanuel Félix

  • Exposições/Exhibitions
  • Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro
  • 2022-08-01 até 2022-08-22

A Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro destaca, entre os dias 1 e 22 de agosto, a mostra “Cantinho dos Livros”, que nesta edição homenageia a obra de Emanuel Félix. Esta estará patente na Sala de Leitura e Empréstimo Domiciliário da BPARLSR, reunindo as obras principais do escritor terceirense, como “A Viagem Possível” (1984) e muitas outras.

Visite este “Cantinho” e descubra o património literário da região pelas palavras dos seus autores.

 

Nota Biográfica- Emanuel Félix

Emanuel Félix Borges da Silva nasceu em Angra do Heroísmo a 24 de outubro de 1936.

Inicia o seu percurso académico ainda nos Açores, completando o ensino técnico-profissional além-fronteiras, primeiro no Instituto Francês de Restauro de Obras de Arte, em Paris; e mais tarde na Bélgica, na Escola Superior de Belas de Anderlecht e na Universidade Católica de Lovaina, onde se especializou em Laboratório de Estudo de Obras de Arte por Métodos Científicos pelo Instituto Superior de Arqueologia e História da Arte.

Lecionou desde os níveis de ensino primário ao superior, reestruturando o conteúdo programático do Curso Superior de Conservação e Restauro na Escola Superior de Tecnologia de Tomar, onde foi docente. De volta à região, onde viveria o resto da vida, Félix contribuiu para a criação do Centro de Estudo, Conservação e Restauro de Obras de Arte dos Açores, em 1980.

É autor de centenas de artigos publicados em jornais e revistas tanto em Portugal como no estrangeiro. Em 1958 fundou e codirigiu, com Rogério Silva e Almeida Firmino, a revista de arte Gávea. Foi codiretor da revista Atlântida, do Instituto Açoriano de Cultura.

Além de professor, restaurador e ensaísta, foi um dos poetas açorianos de maior proeminência na segunda metade do século XX. Em 1954 publica o seu primeiro livro de poesia, intitulado “A Fonte da Saudade”, seguido de “Sete Poemas” (1958), obra antecessora do concretismo poético em Portugal, que aproxima o discurso poético da figuração visual. Esta seria a consolidação de um percurso literário em estreita relação com as artes plásticas e a música, como se verifica em “O Vendedor de Bichos” (1965) e “As Quatro Estações de António Vivaldi” (1965).

Seguiram-se obras de uma escrita poética mais rigorosa, transcendente ao localismo, em busca de sentidos superiores, presente em “A Palavra o Açoite” (1977), “O Instante Suspenso” (1992), ou “Habitação das Chuvas” (1997). Das suas publicações principais, destacam-se “A Viagem Possível” (1984), “Seis Nomes de Mulher” (1985) ou “121 Poemas Escolhidos” (2003).

Faleceu na cidade natal de Angra do Heroísmo a 14 de fevereiro de 2004.

 

CONTACTOS PROMOTOR:

Rua do Morrão, 42
9700-054 Angra do Heroísmo
Telefone: 295 401000
Fax: 295 401009

Ilha: Terceira
Concelho: Angra do Heroísmo
Sítio: http://www.bparah.azores.gov.pt/html/index.html


Pesquisa

   
     

//and this too!

Em Foco:

A Agenda Cultural do portal Cultura Açores pretende facultar ao público o acesso à informação sobre os acontecimentos de carácter cultural em todas as ilhas dos Açores ou promovidos pelos Açores, no exterior do arquipélago.

Prestaremos um serviço sistematicamente mais eficaz, quanto maior for o número de agentes culturais a disponibilizarem informação sobre as atividades que promovem, contribuindo para a divulgação e promoção do calendário de eventos culturais dos Açores.

A Agenda Cultural dos Açores está à disposição de todos os promotores culturais, de forma acessível e gratuita. Para utilizar esta agenda, como meio de divulgação, contacte-nos através do e-mail agenda.cultural@azores.gov.pt ou do telefone nr. 295 403 000 (Direção Regional dos Assuntos Culturais - Rede do Conhecimento dos Açores).

A Secretaria Regional da Educação e dos Assuntos Culturais/Direção Regional dos Assuntos Culturais não se responsabiliza pelas alterações, adiamentos ou cancelamentos de eventos divulgados através da Agenda Cultural dos Açores, que decorram de imprevistos e/ou incumprimento por parte dos promotores na atualização da informação sobre os mesmos.