Governo dos Açores - Secretaria Regional da Educação, Ciência e Cultura - Direção Regional da Cultura

Conferência: “Luís da Silva Ribeiro, a etnografia e o tempo”, por Mestre Helena Ormonde e Atuação do Coro Pactis

  • Colóquios/Conferências/Debates
  • Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro
  • 2017-11-17 às 21:00

Conferência: “Luís da Silva Ribeiro, a etnografia e o tempo”,

 por Mestre Helena Ormonde

e Atuação do Coro Pactis

 

Data: 17 de novembro

Hora: 21:00

Local: Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro

Público-alvo: Público em geral

 

A Direção Regional da Cultura, através da Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro promove, no enquadramento da Exposição “Luís da Silva Ribeiro: alma e consciência da ilha Terceira e dos Açores”, uma conferência intitulada “Luís da Silva Ribeiro, a etnografia e o tempo”, proferida por Mestre Helena Ormonde e uma atuação do Coro Pactis, com músicas do folclore açoriano.

Luís da Silva Ribeiro e a sua obra, reunida e publicada pelo Instituto Histórica da Ilha Terceira, foram já objeto de diversas reflexões, sobretudo no que toca aos seus contributos para a formação de uma identidade açoriana, que lhe asseguram merecidamente um dos lugares destinados aos grandes vultos da cultura nos Açores.

Luís da Silva Ribeiro identificou-se como um estudioso da etnografia terceirense e açoriana, privilegiando, assim, a cultura popular como o seu principal campo de estudo, uma escolha que talvez releve um pouco da personalidade deste homem.

Este contributo consistirá em situar a produção etnográfica de Luís Ribeiro no contexto da etnografia açoriana e portuguesa da primeira metade do século XX, procurando entendê-la nas suas múltiplas relações.

 

Helena Ormonde natural da freguesia de Santa Cruz, concelho da Praia da Vitória, é licenciada em Antropologia Cultural e mestre em Museologia e Património pela Universidade Nova de Lisboa.

Redescobre Luís da Silva Ribeiro no âmbito do seu trabalho de mestrado, do qual resultou a dissertação “Entre localismo e cosmopolitismo: o Museu de Angra do Heroísmo de 1949 e 1979”, tratada museologicamente pela exposição “Sob o Signo da Etnografia: as origens de um museu regional” e editada parcialmente pelo catálogo da mesma exposição.

Exerceu o cargo de diretora do Museu de Angra do Heroísmo entre dezembro de 2009 e novembro de 2012.

 

O Coro PACTIS, foi fundado em 1991 por Fátima Gonçalves, que o dirige desde então. Vocacionado para coro a capella, a história do grupo conta já com um grande número de atuações em Portugal e no estrangeiro.

CONTACTOS PROMOTOR:

Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro
Rua do Morrão, 42
9700-054 Angra do Heroísmo
Telefone: 295 401000
Fax: 295 401009

Ilha: Terceira
Concelho: Angra do Heroísmo
Sítio: http://www.bparah.azores.gov.pt

Pesquisa

   
     

Em Foco:

A Agenda Cultural do portal Cultura Açores pretende facultar ao público o acesso à informação sobre os acontecimentos de carácter cultural em todas as ilhas dos Açores ou promovidos pelos Açores, no exterior do arquipélago.

Prestaremos um serviço sistematicamente mais eficaz, quanto maior for o número de agentes culturais a disponibilizarem informação sobre as atividades que promovem, contribuindo para a divulgação e promoção do calendário de eventos culturais dos Açores.

A Agenda Cultural dos Açores está à disposição de todos os promotores culturais, de forma acessível e gratuita. Para utilizar esta agenda, como meio de divulgação, contacte-nos através do e-mail agenda.cultural@azores.gov.pt ou do telefone nr. 295 403 000 (Direção Regional da Cultura - Centro de Conhecimento dos Açores).

A Secretaria Regional da Educação e Cultura/Direção Regional da Cultura não se responsabiliza pelas alterações, adiamentos ou cancelamentos de eventos divulgados através da Agenda Cultural dos Açores, que decorram de imprevistos e/ou incumprimento por parte dos promotores na atualização da informação sobre os mesmos.